terça-feira, 25 de junho de 2013

Ônibus desgovernado bate em carros e mata dois índios em rodovia de MT


20/05/2013 16h50 - Atualizado em 20/05/2013 16h50

Ônibus desgovernado bate em carros e mata dois índios em rodovia de MT

Um dos índios morreu atropelado enquanto trocava pneu de carro.
Após acidente, motorista de ônibus fugiu da MT-040 temendo ser linchado.

Dhiego Maia Do G1 MT
Um dos veículos de passeio envolvidos no acidente ficou irreconhecível (Foto: Varlei Cordova/Agora MT)Um dos veículos de passeio envolvido no acidente ficou irreconhecível (Foto: Varlei Cordova/Agora MT)
Um ônibus desgovernado colidiu contra dois carros de passeio na rodovia MT-040 e matou dois índios nesta segunda-feira (20). O acidente aconteceu próximo ao distrito de  São Lourenço, localizado na cidade de Juscimeira, a 164 quilômetros de Cuiabá.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, os índios estavam nos veículos de passeio. Em um dos carros, um pneu estourou e, durante o conserto do equipamento, o índio que estava fora do veículo acabou sendo atropelado pelo ônibus, que não conseguiu frear a tempo.
Õnibus tombou após bater em veículos dos indígenas (Foto: Varlei Cordova/Agora MT)Õnibus tombou após bater em veículos dos indígenas (Foto:
Varlei Cordova/Agora MT)
O ônibus, de acordo com o Corpo de Bombeiros, ainda bateu no segundo veículo que estava estacionado  em uma das margens da rodovia. Um indígena ficou preso nas ferragens, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Desgovernado, o ônibus tombou em seguida.
De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros, Romas Martins de Oliveira, no ônibus, além do motorista, outras quatro pessoas estavam no veículo. Ninguém se feriu gravemente. Após o acidente, o Corpo de Bombeiros informou ao G1 que houve um princípio de tumulto no local. Quando souberam do acidente, outros indígenas se deslocaram ao local para protestar. O motorista do ônibus fugiu local temendo ser linchado.
Os corpos dos índios mortos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário